Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Formigas

As formigas pertencem à ordem Hymenoptera, que ocupa o 3º lugar em número de espécies e são considerados os insetos mais evoluídos, ocupam destaque nessa ordem como pragas de grande importância. No Brasil existem cerca de 2000 espécies de formiga, sendo que 20 a 30 dessas espécies dão pragas, o fóssil mais antigo data de 80 milhões de anos.

Apresentam cabeça bem desenvolvida e destacada do corpo, unida ao tórax por “pescoço” móvel e mais ou menos alongado. Os olhos são compostos e bem desenvolvidos, antenas bem desenvolvidas, com número variável de segmentos. O tórax é normal e o mesotórax mais desenvolvido. As asas, quando presentes, são geralmente transparentes ou coloridas, sendo as anteriores maiores que as posteriores. Apresentam, também, pedúnculo abdominal com nódulos ou espinhos e são providos de ferrão ligado à glândula de veneno. Esse ferrão é utilizado como meio de defesa ou ataque para paralisar a vítima.

As formigas ocorrem em praticamente todos os ambientes terrestres, com exceção dos pólos. São insetos eussociais (várias gerações convivendo no mesmo ninho), de cuidado cooperativo com a prole e a divisão do trabalho. São oníveras, alimentam-se do que encontram, seja doce, animal ou vegetal e algumas espécies, de fungos.

As colônias podem variar em tamanho e os ninhos podem ser construídos no chão (tanto superficial como subterrâneo), sobre plantas, cavidades em madeiras ou troncos, ou mesmo no interior de residências sob azulejos, batentes de portas, sob o piso, aparelhos domésticos e o mobiliário. Uma colônia é dividida em castas, cada uma com funções específicas:

Rainha: maiores indivíduos da colônia; possuem asas que caem após o vôo nupcial; responsáveis pela postura de ovos; numa colônia pode haver uma ou mais rainhas conforme a espécie;

Macho: alado e tem função unicamente reprodutiva;

Operárias: são fêmeas estéreis; não possuem asas; constituem a grande maioria dos indivíduos da colônia; desempenham as demais atividades da colônia.

São holometabólicas. A fase de ovo corresponde ao desenvolvimento embrionário. No estágio larval ocorre o crescimento do indivíduo por meio de acúmulo de reservas, ao atingir o crescimento máximo, sofre metamorfose entrando no estágio pré-pupa, onde adquiri a forma de adulto. As larvas não se locomovem, sua movimentação e alimentação dependem das operárias, são esbranquiçadas e alongadas, com a cabeça distinta do resto. Quando pupas, não se alimentam e nem se movem, tornando-se mais semelhantes aos adultos. A duração do ciclo desde ovo até adulto varia de 35 a 45 dias. O tempo de vida também varia conforme a casta a que o inseto pertence e também à sua espécie, sendo que as operárias vivem de 2 meses a 1 ano, as rainhas podem viver de 2 a 20 anos conforme a espécie, e os machos morrem logo após a cópula.

As formigas domésticas causam bastante incômodo ao homem, por infectarem alimentos e, em caso de infestação em hospitais, infectar instrumentos médicos, UTI’s, centros cirúrgicos ou berçários, pois carregam bactérias junto ao corpo. Além disso, sua picada pode ser dolorida e provocar reações alérgicas.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.